Ajudada e HugelKultur!

20.2.14
Finalmente reuni as fotos necessárias para vos falar da Ajudada do passado domingo onde terminamos o canteiro de framboesas e construimos o canteiro elevado à moda de Sepp Holzerpermacultor austríaco.

Um canteiro "HugelKultur" pode traduzir-se por cama elevada sem irrigação e não é mais do que construir um canteiro elevado em que se utiliza madeira que já está em processo de decomposição. Este tipo de canteiro é uma versão de "no dig garden bed" mas com algumas diferenças. Retêm humidade,  a sua fertilidade é crescente, pela decomposição da madeira, maximizam a superfície e são excelentes para o cultivo de pequenos frutos, hortícolas e aromáticas.

Lembram-se desta imagem? Na Hortinha da Patela fizemos uma versão um pouco diferente pois construimos um murete em madeira para suportar um dos lados. Além disso, usamos uma forma de construção que simula uns dedos ou as vilosidades do intestino para aumentar a superfície de plantação e exposição solar. No meu curso de Permacultura construimos um grande canteiro neste formato que funcionou muito bem e agora aplico ao meu projecto.

Este tipo de canteiro elevado é muito útil para usar árvores que tenham sido derrubadas por uma tempestade, o que foi o nosso caso. No lugar da estufa estava 3 enormes salgueiros que foram derrubados pela tempestade Gong em 19 de Janeiro de 2013. Uma parte foi usada para queimar e outra para construir este canteiro o que vai permitir sequestrar uma parte do carbono emitido pela nossa chaminé. Para mais informações sigam este link do site da Permacultura no Reino Unido.

Para este dia contamos com a ajuda de alguns amigos que foram fundamentais para a conclusão do canteiro. Sem esta ajuda preciosa não teriamos conseguido e estou muito grata pelo braços extra neste dia!

O dia começou com a preparação dos materiais e ferramentas enquanto a mais nova fazia o aquecimento de trotinette. A manhã estava fria e os raios de sol ainda não tinham chegado à Hortinha. Começou a chegar a ajuda, ainda tímida pelo frio, mas logo se aqueceu com a tarefa de retirar o tapete de gramão no terreno já marcado. As dimensões do canteiro são 3,40 m de comprimento por 1,20 m de largura, com uma profundidade de cerca de 50 com e altura de 40 cm.

Pela hora do almoço o trabalho de cavar já ia adiantado e o canteiro de framboesas já tinha os cavaletes montados também. E como estava um dia de sol tão bom almoçou-se ao ar livre, a carregar as baterias para compensar deste Inverno tão chuvoso e sombrio. A ementa foi variada e passou-se um belo momento de alegre partilha de conversa e brincadeiras. Até houve tempo para colegas de coro ensaiarem aquela peça já para a Páscoa.


Depois do almoço, com tanta energia tudo se acelerou. Terminou-se de cavar e começou a montagem do murete em madeira ao mesmo tempo que se ia ensaiando a colocação dos troncos e raízes dos salgueiros. Colocou-se um plástico junto à madeira para aumentar a longevidade desta pelo facto de não estar em contacto com a terra húmida.



 A montagem do canteiro foi continuando com a adição de galhos de madeira, o gramão retirado e  composto. Por cima do composto colocou-se a terra que se tinha cavado até se atingir a altura pretendida. Depois cobriu-se com cartão para prevenir a erosão pela chuva e servir de cobertura (mulching) para evitar o aparecimento de ervas daninhas.  E como o dia já ia adiantado ficou-se por aqui. 

Foi um dia duro de trabalho porque o terreno não estava fácil de cavar. É terreno um pouco argiloso e ainda cheio de pedras e entulho (pedaços de azulejo, tijolo, cimento, tubos, etc) que foi enterrado no tempo da obra de construção da casa.




 Dois dias depois já com o cartão molhado da chuva fez-se uma cobertura de palha que ajuda a manter a humidade no cartão e irá proteger as plantinhas que iremos plantar no canteiro. A palha cria um microclima junto à pequena planta protegendo do vento e aumentando a temperatura junto à raiz. A cobertura poderia ter sido feita com folhas secas mas como já não temos nesta altura optamos pela palha.

Irei partilhando o progresso da plantação no canteiro e o comportamento do canteiro ao longo do tempo. Estou em pulgas para encher este canteiro, para já irei plantar morangos, algumas aromáticas,  flores comestíveis como a capuchinha e algumas horticolas (alfaces, cebolinhas, beterraba, ervilha de quebrar). Amanhã é a feira de Oliveirinha e lá estarei a comprar plantinhas, espera-me trabalho no fim de semana :)!







Sem comentários:

Publicar um comentário

AddThis